Ilha do Mel- O que saber antes de ir?

Como citei no primeiro post que fiz, a Ilha do Mel foi uma lugar especial por ter sido nossa primeira “viagem sem destino”. Não foi o lugar mais incrível que eu conheci, mas é um lugar diferente e com muita natureza. Relembrando um pouco sobre esse lugar, vou fazer uma lista para você que está planejando essa viagem esteja um pouco mais preparado antes de ir.

Nós fomos até lá de carro em dezembro de 2016 e, como a maioria das nossas viagens, foi super desorganizado. No final de ano na ilha as hospedagens são mais caras, pensando em economizar nós decidimos acampar. Que desastre! Nós não eramos pessoas que amavam estar na natureza e pra ajudar naquele fim de ano choveu horrores. Imaginem, acampamento na beira do mar e chuva, não são coisas que combinam muito bem. Nós resistimos apenas 2 noites por lá, depois levantamos acampamento e fomos conhecer Morretes e Curitiba.

Se fosse hoje que estivéssemos fazendo isso, iriamos amar com certeza, mas na época nosso psicológico não era muito preparado para aventuras. De qualquer maneira ela foi uma das viagens mais incríveis que fizemos, porque tudo era novo pra nós, principalmente a liberdade de ir sem saber pra onde.

O que saber antes de ir pra Ilha do Mel?

1- A Ilha é dividida em 3 partes: Brasília, Encantadas e a maior parte dela é Reserva Ecológica. Toda hora tem barcos saindo de Brasília para Encantadas e vice-versa.

2-A Ilha não tem carros, então quanto menos bagagem você levar, melhor para você. Moradores locais oferecem o serviço de carregar por um custo de R$ 35 a R$ 50.

3- Existe um limite diário de 5.000 pessoas por dia na Ilha.

4– Como chegar?  Você pode chegar de Pontal do Sul ou de Paranaguá. O trajeto mais curto e com mais opções de horários é por Pontal do Sul, que foi o que escolhemos. Como os valores que paguei são de muito tempo, pesquisei valores mais atualizados.

Valor do estacionamento: R$ 15 a R$ 20 a diária

Valor da travessia ida/volta: R$ 35

5- Onde se hospedar? No Réveillon e no Carnaval são as épocas mais caras, por isso aquela época optamos ficar em um Camping. Nada lá é muito luxuoso, para preservar a natureza. Mas andei pesquisando e hoje pelo Airbnb tem diversas opções, neste link ganhe R$130 de desconto na primeira hospedagem.

Como não tem carro na ilha, dê uma pesquisada na localização da hospedagem e a distância do trapiche, e escolha conforme as suas limitações.

6- O que levar?

  • Na ilha não tem farmácia, então leve todas as medicações que você acha que irá precisar.
  • Não tem caixa eletrônico, a maioria aceita cartão, mas leve em espécie uma reserva.
  • Muito protetor solar, além de ser importante é caro comprar na ilha.
  • Muito, mas muito repelente mesmo, lá tem muitos insetos.
  • Lanterna, é muito importante porque não tem iluminação publica e as trilhas são escuras.
  • Na mala não deixe faltar um tênis, vai ajudar muito nas caminhadas.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s